Simbolismo da Cruz

A simbologia é a ciência que estuda a origem, a interpretação e a arte de criar símbolos. Os símbolos expressam um conhecimento, uma mensagem. Sua finalidade é a expressão de uma ideia.

Desde tempos muito remotos o homem utiliza símbolos para expressar uma mensagem.

As famosas pinturas rupestres são um exemplo da necessidade de expressão humana, que estes seres que viveram há milhares de anos no planeta registraram nas paredes de cavernas pelo mundo todo.

Adentrando no recinto do conhecimento esotérico, a simbologia cumpre um papel fundamental através da qual a sabedoria universal é passada.

Mitos, esculturas, pinturas, livros, contos, poesia encerram profunda sabedoria. Aqueles que tenham a chave que permita a interpretação correta do símbolo terá conhecido o mistério que ele encerra.

A cruz é um dos símbolos mais antigos e mais enigmáticos que existe. Utilizada por diversas culturas, ordens esotéricas e religiões.

Mas qual será o conhecimento místico encerrado neste símbolo milenar?

Em geral ligada ao conceito de vida, a cruz está presente em monumentos do Egito Antigo, encontradas em ruínas da civilização persa, na Índia milenar e até mesmo na China e no Peru.

Desde a os registros dos povos nórdicos passando pelos druidas até os povos da América do Norte e do México encontramos vestígios da presença deste símbolo tão antigo.

No esoterismo crístico é impossível não nos lembrarmos dos mistérios da via crúcis, do próprio Cristo, e entãopercebemos que a cruz é inerente à vida do Iniciado, pois o “Cristo Íntimo nasce da Cruz, do cruzamento de forças.
A Cruz do Calvário é profundamente significativa.

Bem sabemos que o Phalus vertical dentro do Cteis formal formam uma cruz. Em outras palavras, enfatizaremos: o Lingam (masculino) – Yoni (feminino) corretamente unido forma cruz.

É com essa cruz que temos de avançar pelo sendeiro que irá nos conduzir até o Gólgota do Pai.

O caminho até o Gólgota é conhecido como Via Crúcis, pois no caminho do Iniciado se apresentarão eventos que o provarão em seus aspectos emocional e psicológico para ver se realmente se está preparado a ter direito à Ressurreição dentre os mortos.

No campo do esoterismo prático a cruz nos convida a um trabalho de tipo espiritual, nos lembrando a todo instante que devemos trabalhar sobre nós mesmos, através da morte psicológica (eliminação dos defeitos), trabalhando com nossas próprias águas de vida para o nascimento espiritual e através do sacrifício pela humanidade ao máximo para que desta forma adquiramos méritos para irmos compreendendo os mistérios mais transcendentais do espírito.

Texto: Ana Luiza B. P. Lima

Compartilhar
× Olá, em que posso ajudar?